30 outubro 2014

Celulite e seus graus


Vocês sabiam que exitem tipos e graus da celulite? 
E que em todos os graus há chances de melhora
Ficou mais feliz e esperançosa? 

Então espia aí:



GRAU 1  - LEVE
A celulite é interna, não é vista ou sentida
Os vasos estão mais permeáveis e as toxinas começam a se instalar
Se a pele for apertada com força, vão aparecer furos minúsculos
Se for tratada neste estágio, a possibilidade de melhora é de 100%




GRAU 2 - VISÍVEL 
A pele tem um aspecto acolchoado.
O sistema linfático está comprometido.
Se a pele for apertada, fica amarelada, porque há acúmulo de líquidos. É o começo da formação dos edemas.
Surgem vasinhos arroxeados na região, graças à vazão de líquidos.
Não é preciso comprimir a pele para notar os furinhos.
Nesta fase, a chance de melhora é de até 80%.




GRAU 3 - INTENSA
A superfície da pele tem aspecto de gomos visíveis e os nódulos podem ser sentidos ao toque.
A pele está mal nutrida e pode haver desidratação dos tecidos. A textura torna-se áspera e os poros ficam dilatados.
Surgem microvarizes.
Começam os primeiros sinais de dor e o inchaço é bem evidente.
Com a circulação comprometida, sente-se a pele mais fria.
Mesmo neste estágio, é possível melhorar o estado da celulite em cerca de 60%.




GRAU 4 - GRAVE 


A celulite fica evidente até mesmo sob as roupas
As fibras formam nós e as células de gordura se agrupam de tal forma que criam nódulos, prejudicando a circulação.
Os nervos podem ser comprimidos, o que faz a região ficar endurecida e dolorida
Com a circulação comprometida, fica difícil eliminar as toxinas e isso agrava ainda mais a celulite
Nesta fase, a expectativa de melhora é de 30%.




Agora, existem alguns alimentos que ajudam a melhorar o aspecto e que podem ser adicionados a dieta. São eles:

Frutas cítricas, gengibre e hortelã: ajudam a eliminar as toxinas retidas e reduzem o volume das células.


Chá-verde: atenua os sintomas da retenção hídrica, é desintoxicante e ajuda no controle de peso.


Chá de Centella asiática e cavalinha: melhoram a circulação e auxiliam a hidratação.


Água: ingerir de 1,5 a 2 litros é fundamental para melhorar a circulação sanguínea e ajudar a eliminar as toxinas.


Proteína de alta qualidade: atua para que o organismo não precise buscar energia da própria musculatura, tornando os tecidos flácidos.


Frutas vermelhas: ajudam a fortalecer os vasos sanguíneos e linfáticos. além disso, possuem baixo índice glicêmico, alterando pouco a produção de insulina.


Vegetais: brócolis, couve-flor, couve, erva-doce, repolho, rúcula, agrião e rabanete, favorecem a eliminação de toxinas, a circulação sanguínea e linfática.

Atividade física regular também é uma excelente aliada no combate a esse mal. 


Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Tratamento Natural disse...

Adoro curas com alimentos para tratamento natural.
Irei visitar mais vezes este blog.

© Bem Bela - 2013. Todos os direitos reservados.
Design desenvolvido por: Colorize Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo