06 março 2017

Comer fora é possível na dieta lowcarb?

Hoje quero compartilhar com vocês que desejam conhecer e adotar um estilo de vida lowcarb , algumas estratégias para superar a rotina estressantes, as muitas horas ffora de casa que exigem de nós comermos fora muitas vezes.

Um estilo de vida lowcarb envolve alguns sacrifícios, assim como qualquer mudança de hábito seja ela alimentar ou não, porém comer fora de casa não tem que ser um destes sacrifícios. Quando adotamos uma dieta "baixa em carboidratos" (lowcarb) podemos sim, diferentemente de outras dietas que já experimentei, apreciar refeições em restaurantes e bares, lanchonetes, estar com os amigos ou família, horas felizes, e outras atividades sociais que giram em torno da mesa e da comida. Com um pouco de planejamento, sabedoria e preparação, você pode comer refeições saudáveis, baixas em carboidratos e desfrutar de todo saber, interação social que a comida proporciona, sem comprometer a sua dieta e seus resultados. 

Seguem algumas dicas e estratégias:

1. Escolher o restaurante/cardápio:

Existem muitos restaurantes que estão oferecendo opções em seus cardápios bem específicas para dieta lowcarb: como picadinhos, sanduíches sem pão(embrulhadinhos em alface americana) , opções de saladas deliciosas e completas, carnes e ovos em geral. Se for possível em eventos sociais e no dia a dia procure por restaurantes que tenham um cardápio adequado, com opções para não recair na massa, na farinha, na pizza, no pastel. Isso irá garantir que você esteja em algum lugar que pode comer uma refeição deliciosa e nutritiva sem sentir-se privados ou tentados a abandonar a sua dieta.

Em bares e lancherias: peça seu hambúrguer sem pão, prefira tábuas de carnes.

Pizzaria: Coma apenas a parte superior da pizza (caso seja inevitável ir, caso seja necessário. Também leve em conta o fato de que comer uma ou duas fatias de pizza, sendo que você leva um estilo de vida a sério 90% do tempo, não irá comprometer seu resultado DEPENDENDO da sua adaptação a dieta.).

Casa de massas/galeteria: vale o mesmo para pizzaria, fique nas carnes e saladas.




2. Conheça o menu: 

Além de conhecer bem o restaurante procure conhecer os menus antes de sair de casa: leia e se informe, ligue para o local, tire as dúvidas. Você pode se surpreender com o número de opções saudáveis, ou você pode perceber que há muito pouco a oferecer no menu . De qualquer maneira, você vai chegar no restaurante preparado e terá um plano para a sua refeição, não será pego desprevenido.


3. Faça uma refeição saudável antes de sair de casa: Alguns poucos lugares são simplesmente inviáveis, principalmente eventos sociais, festas de família, jantares com os amigos. Se você sabe que você está indo em algum lugar sem opções e não quer quebrar com o estilo alimentar adotado (principalmente se você está em fase de adaptação, nos primeiros 21 dias) te indico comer algo antes de sair. Chegar em um estômago vazio em um lugar que tem opções limitadas coloca você em alto risco de sucumbir a tentação. Não que você não possa OPTAR por comer, mas recomendo que quando isso acontecer seja porque planejou , escolheu e não porque não teve escolha, pois isso pode fazer você se sentir "fracassado mais uma vez"... tenha as rédeas em suas mãos e a situação sempre no controle e não a comida. 

4. Fazer substituições: Muitas vezes simples substituições podem ser feitas em lugares potencialmente de risco para que você não seja o antissocial e nem comprometa o estilo de vida e sua alimentação. Estas substitutos farão de sua refeição algo saboroso e saudável sem colocar carga extra de carboidratos desnecessários no prato:


Algumas sugestões e apresentações de hambúrguer sem pão.

• Hambúrguer: peça-o sem pão. Você pode pedir um envoltório de alface ou que seu hambúrguer seja servido em uma salada.
• Se você está pedindo uma a la minuta, pergunte se pode substituir o arroz e feijão por legumes salteados ou uma salada. A maioria dos restaurantes têm algum tipo de legumes salteados ou saladas no menu, por isso esta é uma substituição simples para fazer.
• Se você pedir algo que vem com batatas fritas ou biscoitos, pergunte se você pode trocar por tiras de legumes ou saladas.



5. Não tenha medo de fazer perguntas: Muitas vezes os carboidratos estão escondidos em lugares que você não pode esperar. Algo tão aparentemente seguro como uma salada pode ser cheio de carboidratos, se forem servidos carregado com croutons, frango empanado, ou tortilhas e molhos de "iogurte" ou "mostarda" de origem "duvidosa". Certifique-se de tirar suas dúvidas a respeito do prato com o garçom para que você não seja decepcionado quando o item de menu aparentemente saudável não for o que você esperava. Além disso, não tenha medo de perguntar quais as opções de substituição estão disponíveis. 




LEIA TAMBÉM:

DIETA LOWCARB: Guia básico para iniciantes.
- DIETA LOWCARB: Lista de compras 

- DIETA LOWCARB: Desafio de comer fora e ter vida social durante a dieta. (<- você está aqui)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

© Bem Bela - 2013. Todos os direitos reservados.
Design desenvolvido por: Colorize Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo