Fases para seguir dieta lowcarb e ter sucesso

02 agosto 2018

dieta-lowcarb-fases

Esta é mais uma postagem da série dieta lowcarb.
Se você nunca ouviu falar, conhece pouco ou quase nada mas gostaria de entender melhor eu te sugiro iniciar lendo o Guia Básico para iniciantes Lowcarb, e a lista de compras lowcarb , pois isto irá te dar uma boa base para entender como preparar suas refeições da melhor maneira possível. Leia também cardápio dieta lowcarb.
Depois de ler volte aqui rapidinho e vem aprender outros princípios importantes de maneira descomplicada.
A pesar de ser uma dieta simples, baseada em alimentos naturais, reais, o que chamamos de "comida de verdade" e basta pensar em tudo que a natureza oferece em seu estado natural como sendo a maior opção para consumo, existem algumas formas de obter melhores resultados e também formas de conseguir estragar e problematizar o que é simples a ponto de ter resultados frustrantes por falta de conhecimento.
De que maneira você quer levar a sua dieta?
Se quiser estratégia vem comigo que eu te explico:
Por experiência própria aprendi com a mudança alimentar que meu organismo era VICIADO em carboidratos e açúcares. Eu consumia muitos industrializados e açúcar em excesso disfarçado com nomes estranhos e com cara e apelo comercial de saudáveis. Resultado: "uma obesa fitness".


Os carboidratos industrializados, farináceos, macarrão, arroz e alguns cereais nunca foram gentis comigo. Eles me confortavam, me empanturravam, me davam uma sensação breve de prazer e a saciedade de um leão faminto sempre prestes a devorar mais. No meu caso não bastava iniciar uma reduçãozinha... trocar por integral, a coisa teve que ser levada bem a sério.

Eu segui e se perguntarem minha opinião sou a favor de uma dieta lowcarb dividida em fases. E posso me aprofundar no porquê mais a frente, mas por enquanto eu resumidamente vou comparar nosso corpo como um motor flex. Ele está acostumado a buscar energia para cumprir suas funções vitais básicas ou complexas no excesso de carboidratos que consumimos e vai lá e gasta este excesso e queima ele e nós lá, com "o tanque cheio de gorduras corporais podendo e querendo ser queimadas". Adoraria te dizer que temos uma chave de liga e desliga na orelha e tudo certo vamos queimar gordura, mas não é assim. A solução é reduzir o consumo de carboidratos mas principalmente melhorar a qualidade nutricional dos mesmos ingeridos. 

Através da lista de compras lowcarb que postei aqui e eu sei que você já leu, pode te ruma ideia do que são estes "bons carboidratos", traga eles para sua vida e siga estas fases dentro da lowcarb que você terá sucesso na certa:

FASE DE ADAPTAÇÃO: Não se fala muito nisso mas quanto mais açúcar e carboidrato você consome mais difícil será sua adaptação na lowcarb. Te sugiro ler sobre dicas para o sucesso e como começar a reduzir e melhorar a qualidade dos carboidratos consumidos antes de iniciar a lowcarb. Você pode fazer de 2 z 4 semanas de preparo.

Quando segui a dieta fiz isso e nas primeiras 4 semanas reduzindo já se foram 5 Kg a menos. Não é obrigatório mas pode ser uma opção para algumas pessoas.

Para começar na fase 1 você tem que estar "limpo" ou disposto a abrir mão de: de farinha branca ou integral, tapioca, biscoitos, pães, alimentos ultra processados, macarrão e massas em gera, arroz, feijão, lentilhas, soja e derivados, açúcar de qualquer tipo, adoçantes nem mesmo os lowcarb em um primeiro momento.

FASE 1: MUDANDO O COMBUSTÍVEL.
Uma mudança de rota de 4 semanas, durante esta fase você vai virar a chave e ensinar seu corpo a buscar energia nos depósitos de gordura do corpo.
Nesta primeira fase, a pessoa segue uma dieta rica em proteínas e gorduras boas com consumo liberado, o interessante é optar por vegetais , legumes e verduras, frutas como abacate, morangos, coco e o principal: você precisa ter se libertado do açúcar (você vai abolir açúcar da sua vida) e adoçantes artificiais. Existem adoçantes considerados aceitáveis dentro da lowcarb, mas neste momentos, nestas primeiras 4 semanas o ideal é não consumir. Isso faz com que a perda de peso e medidas iniciais seja bem acelerada.
Exemplo de alimentos: Abacate, carnes e ovos em geral, folhas verde escuro a vontade, verduras e legumes com excessão das batatas, aipim, mandioca, moranga cabotiá.

As primeiras 4 semanas são desafiadoras. Você vai servir pratos a vontade, vai estar saciado e cheio de comida, mas pode ser que como eu acorde a noite chorando e sentindo que isso só passará se comer um pão francês quentinho. Sim, você perceberá o vício e a dependência que os carboidratos refinados causam. Mas tenho certeza que você como eu venceu esta fase. Está na hora de seguir em frente e colocar um pouco mais de sabor no prato.

Alimentos permitidos: Carnes, ovos, frango, peixe, legumes e verduras da sua lista de compras lowcarb, kefir, condimentos naturais, manteiga. Tudo da lista exceto lácteos e nuts.

Alimentos que te atrapalham nesta fase: Além de abrir mão das farinhas e açúcares
 você irá acessar a lista de compras lowcarb e consumir tudo exceto produtos lácteos e nuts.

FASE 2: MANTENDO-SE NA ESTRADA DO SUCESSO.
Você terá agora 4 semanas na fase 2 pela frente e nelas poderá incluir queijos gordos e creme de leite na sua vida, e se for inevitável os tais adoçantes toleráveis na lowcarb, a moranga cabotiá entra, porém se tem muito peso a eliminar pegue leve com as batatas e aipim e mandioca.
Concluiu as 4 semanas?
Faça isso mais 4 semanas, ou até atingir o peso ideal. Note cada alteração na balança, nas medidas devido a introdução dos laticínios e adoçante e vá dosando evitando se jogar. 

A fase 2 dura até você atingir o peso desejado.

FASE 3: GARAGEM DA MANUTENÇÃO.
Atingiu o peso agora é hora de incluir em uma das refeições da sua semana: aipim, batatas, arroz, massas, algum docinho.

Lembre-se: a estas alturas lowcarb virou seu estilo de vida, logo, não se empanturre. Você pode escolher 1 ou duas REFEIÇÕES na semana e não passar o dia todo se entupindo.



Quando atingir o peso desejado, você pode ir acrescentando mais frutas e outros carboidratos, desde que se mantenha abaixo do limite de 70g por dia.


A ideia da fase 3 é testar e variar a quantidade de carbos consumida por dia. O objetivo é você descobrir o ponto de equilíbrio entre a quantidade de carboidratos que consome e a manutenção do seu peso.
Se, por exemplo, você consome 70g de carboidratos por dia e nota que começou a engordar, então você passa a consumir 65g por dia e vê como o corpo reage. Se ainda assim estiver engordando, você retira mais 5g de carbos por dia e vê o que acontece.

A fase 3 dura até você descobrir a quantidade de carboidratos que mantém seu peso estável.

Esta fase dura para a vida toda.

Estas fases foram escritas e baseadas na minha observação e processo de emagrecimento. Não tem o objetivo de substituir nenhuma orientação profissional, é apenas MEU esquema e trajetória aprendendo entre erros e acertos.

*COMUNICADO: Esta publicação é parte da Maratona BEDA Interblogs 2018 , onde teremos por aqui uma postagem por dia até o dia 31 deste mês. Estou participando deste desafio com outras blogueiras, amigas e parceiras que você poderá conhecer no blogroll localizado na barra lateral deste blog.#MaratonaBEDAInterblogs #DIA2

Leia também:













    5 comentários:

    1. Eu não sabia muito sobre a dieta lowcarb. pra falar a verdade eu simplesmente soube sobre isso com você e com a Denny. Agora estou, fazendo uma boa pesquisa no seu site. Parabéns, pelos posts!

      Beijos

      ResponderExcluir
    2. To aprendendo bastante sobre essa dieta lowcarb com você arrasou no post super bem explicadinho ;*

      ResponderExcluir
    3. Essa dieta é tipo DUCAN né. Fiz e perdi muito peso, so que não dei sequencia e voltei a engordar. Hoje sigo a lowcarb menos restritiva, emagreci bastante mas devagar e to levando de boa.

      ResponderExcluir
    4. Acho que a fase de adaptação deve ser bem complicada né?! Curti conhecer!

      Beijos!
      - Conheça meu blog:
      Blog Meu Baú de Estrelas

      ResponderExcluir

    Copyright © 2013 | Bem Bela
    LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL