Por que usar protetor solar para o cabelo?

20 dezembro 2018


A maioria de nós sabe que deve proteger nossas peles dos raios solares - mas o cabelo também é vulnerável, e muitas vezes negligenciado quando passamos tempo ao ar livre.


Com a exposição excessiva ao sol, o cabelo pode ficar seco, opaco, descolorido e frágil, e propenso a pontas duplas e frisados. 

Por que isso acontece? 

Quando a luz ultravioleta (UV) penetra na cutícula do cabelo (a camada protetora mais externa da haste capilar), moléculas altamente reativas chamadas “radicais livres” podem ser produzidas. 

Isso causa danos de várias maneiras: 
A melanina, o pigmento natural que dá cor a pele e ao seu cabelo, oferece alguma proteção. Combate os radicais livres e também absorve e filtra a luz UV. No entanto, a radiação UVA excessiva danifica o pigmento, causando mudanças de cor. Isso acontece em todo tipo de cabelo, embora o dano seja mais aparente em cabelos claros
Mudanças de cor:
A melanina, o pigmento natural que dá cor a pele e ao seu cabelo, oferece alguma proteção. Combate os radicais livres e também absorve e filtra a luz UV. No entanto, a radiação UVA excessiva danifica o pigmento, causando mudanças de cor. Isso acontece em todo tipo de cabelo, embora o dano seja mais aparente em cabelos claros, que contêm menos melanina ou os quimicamente tratados, descoloridos, etc. (A luz do sol também seca o cabelo, o que desbota qualquer corante de cabelo artificial ou faz com que ele fique “desbotado e espigado”.) 

Com a exposição à radiação UVB, os radicais livres atacam proteínas capilares, especialmente queratina, da qual a haste capilar é composta principalmente . Este dano é mais grave que o efeito da radiação UVA.
Estragos estruturais:
Com a exposição à radiação UVB, os radicais livres atacam proteínas capilares, especialmente queratina, da qual a haste capilar é composta principalmente . Este dano é mais grave que o efeito da radiação UVA.

Naturalmente, os danos causados ​​pelo sol ao seu cabelo não são tão sérios quanto os danos à pele. As partes vivas do cabelo (folículo, raiz, bainha radicular e glândula sebácea) estão sob a pele e são protegidas. O eixo do cabelo visível em si não é vivo, por isso não pode ter câncer da exposição aos raios UV. Mesmo se estiver danificado, logo será substituído por um novo crescimento. 

No entanto, a curto prazo, os cabelos danificados afetam a aparência, o que é importante para nossa confiança e auto-imagem. Se você não está feliz com a aparência do seu cabelo, você pode se sentir inseguro e desconfortável.

Felizmente, é possível proteger a estrutura capilar e manter o brilho, assim como protege rotineiramente sua pele. Você pode não estar ciente de protetores solares de cabelo, que são relativamente novos no mercado, mas muitos produtos projetados para filtrar UV e reparar e proteger o eixo do cabelo estão disponíveis no mercado. 

Alguns xampus e condicionadores leave-in contêm protetor solar, e você também pode comprar óleos e sprays com o rótulo FPS(fator de proteção solar). 

A ciência da fotoproteção de cabelo ainda é um campo relativamente novo, atualmente atraindo muita pesquisa na indústria de tratamento capilar. No geral, os protetores solares para os cabelos ainda não são tão eficazes como os concebidos para a pele. Use-os, mas também tenha em mente essas outras dicas de proteção:

- Você também pode aplicar protetor solar normal da pele em seu cabelo antes de ir para o sol (os produtos em spray são uma opção útil). Lembre-se de colocar protetor solar ao longo de uma separação e esfregá-lo no couro cabeludo, principalmente se você tem alguma área com queda de cabelo. Se você está amarrando o cabelo, não se esqueça de colocar protetor solar nas orelhas e na parte de trás do pescoço.

- Use um chapé. Os melhores chapéus têm abas largas para sombrear o rosto e são feitos de material que permite que o cabelo e o couro cabeludo “respirem”. Trança ou levante o cabelo por baixo de uma bandana. 

- Hidrate o seu cabelo para evitar a ressecamento excessivo. Alguns especialistas recomendam esfregar em óleos naturais, como óleo de coco, óleo de abacate, antes de ir ao sol. 

-O cabelo molhado é mais fraco e mais vulnerável a danos. Se você for nadar, lave o cabelo primeiro com água limpa para proteger a descoloração com cloro e sal; amarre o cabelo comprido para evitar emaranhados; e borrife com protetor solar. Depois de nadar, lave novamente com água limpa e reaplique a proteção solar. 

Espero que tenha sido útil para vocês as informações. Não dispenso um bom protetor solar nos cabelos , prefiro os de spray e as vezes uso separado ou em conjunto com hidratantes ou cremes de pentear também com filtro solar.

Querem conhecer meus produtinhos favoritos com FPS para proteger os cabelos?
Comentem aqui:










7 comentários:

  1. Amei as dicas. Realmente preciso comprar um bom protetor para o meu cabelo pois amo ir a praia. Gostaria muito que indicasse alguma marca boa que já tenha testado!

    ResponderExcluir
  2. Adorei as dicas. Esse lance de mudança de cor eu notei a pouco tempo com o meu cabelo mais claro. Agora estou tendo mais cuidado.

    ResponderExcluir
  3. Super verdade , os cabelos tbm precisam de cuidados referentes ao sol. Gostaria de saber mais produtos com esse beneficio para os cabelos.

    ResponderExcluir
  4. Ignorava esse detalhe, sempre me foquei mais ma pele, esquecendo que nossos fios também sofrem os danos solares, dica mais que anotada!

    ResponderExcluir
  5. Gostei do post, com esse calor que está fazendo temos que nos cuidar! O que inclui também o cabelo.

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  6. Oiiiii,
    eu não uso protetor no cabelo e não sabia disso tudo, mas agora vou começar a ter mais cuidados mesmo

    ResponderExcluir
  7. Ahhhhh mds eu nunca realmente parei para pensar em todos os benefícios de usar o protetor nos fios, me surpreendi demais com os malefícios de não usar ... Arrasou no poat

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 | Bem Bela
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL