10 sinais e sintomas de que vocês está em cetose

18 fevereiro 2019


Preparamos este material especialmente para quem segue a dieta cetogênica ou lowcarb, citando principais sinais e sintomas de que vocês está no caminho certo.
Como alguns destes sintomas podem ser desconfortáveis, ensinamos também a como lidar e amenizar.


A dieta cetogênica e lowcarb são maneiras populares e eficazes de perder peso e melhorar a saúde.

Quando seguida corretamente, esta dieta pobre em carboidratos e com alto teor de gordura boa aumentará os níveis de cetona no sangue.

Estes fornecem uma nova fonte de combustível para as suas células e causam a maior parte dos benefícios de saúde exclusivos destas dietas.

Em uma dieta cetogênica, seu corpo sofre muitas adaptações biológicas, incluindo uma redução nos níveis de insulina e aumento da degradação de gordura.

Quando isso acontece, o fígado começa a produzir um alto número de cetonas para fornecer energia ao cérebro.

Saiba mais sobre a dieta cetogênica aqui e sobre a dieta lowcarb aqui.

Abaixo 10 sinais e sintomas de que você está em cetose e como lidar com eles:

1. Mau hálito: As pessoas frequentemente relatam mau hálito quando atingem a cetose total . Na verdade, é um efeito colateral comum. Muitas pessoas em dietas cetogênicas e dietas similares, como a dieta lowcarb e Atkins , relatam que o hálito delas tem um cheiro frutado. Isso é causado por níveis elevados de cetona. O culpado específico é a acetona, uma cetona que sai do corpo pela urina e pela respiração.
Enquanto esta respiração pode ser menos que ideal para sua vida social, pode ser um sinal positivo para sua dieta. Para quem tem este sintoma incômodo beber mais água e escovar mais vezes os dentes pode ajudar bastante. O ideal é fugir das gomas de mascar e balas, mesmo as sem açúcar pois elas acabam fazendo através da mastigação ainda mais sensação de fome. Uma boa pedida pode ser colocar um cravo da índia na boca ou uma lasquinha de gengibre. Assim você não corre o risco de sair da cetose por comer balas ou gomas.

2. Perda de peso: Este sinal e sintoma provavelmente ninguém que começa dieta vai querer se livras. Como é bom ver o ponteiro da balança baixando e as roupas voltando a servir quando estamos acima do peso. Dietas cetogênicas, juntamente com dietas de baixo carboidrato, são altamente eficazes para perda de peso. Como dezenas de estudos de perda de peso demonstraram, você provavelmente experimentará perda de peso a curto e a longo prazo ao mudar para uma dieta cetogênica. Uma perda de peso rápida pode ocorrer principalmente durante a primeira semana. Enquanto algumas pessoas acreditam que isso seja uma perda de gordura, são principalmente carboidratos armazenados e água sendo eliminada. Após a rápida queda inicial no peso e, você m forma de líquidos retidos ao prosseguir com a dieta deve-se continuar a perder consistentemente a gordura corporal contanto que se permaneça na dieta sem escorregões e sem sair do processo de cetose.

3. Cetonas Aumentadas no Sangue: Uma das características de uma dieta cetogênica/lowcarb é a redução dos níveis de açúcar no sangue e o aumento das cetonas.
À medida que avança em uma dieta cetogênica, você começará a queimar gordura e cetonas como as principais fontes de combustível.
O método mais confiável e preciso de medir a cetose é medir os níveis de cetona no sangue usando um medidor especializado, com exames laboratoriais.
Mede os seus níveis de cetona calculando a quantidade de beta-hidroxibutirato (BHB) no seu sangue. Esta é uma das cetonas primárias presentes na corrente sanguínea.
De acordo com alguns especialistas na dieta cetogênica, a cetose nutricional é definida como cetonas no sangue variando de 0,5 a 3,0 mmol / L. Trago esta informação sobre medição mais para fins de conhecimento, mas particularmente ão sou a favor de sermos escravos de medições e parâmetros e pesagens etc... Gosto de levar m estilo de vida alimentar com mais liberdade, mas fic a acritéiro de cada um.


4. Cetonas Aumentadas na Respiração ou na Urina: Outra maneira de medir os níveis de cetona no sangue é um analisador da respiração. Monitora a acetona, uma das três principais cetonas presentes no sangue durante a cetose  Isso dá uma idéia dos níveis de cetona do seu corpo, já que mais acetona deixa o corpo quando você está em cetose nutricional.

Outra boa técnica é medir a presença de cetonas em sua urina diariamente com tiras indicadoras especiais.
Estes também medem a excreção de cetonas através da urina e podem ser um método rápido e barato para avaliar seus níveis de cetona a cada dia. No entanto, eles não são considerados muito confiáveis,mas são os mais fáceis de fazer e baratos para adquirir e ter em casa.


5. Diminuição de Apetite: Muitas pessoas relatam diminuição da fome enquanto seguem uma dieta cetogênica/lowcarb. As razões pelas quais isso acontece ainda estão sendo investigadas. No entanto, tem sido sugerido que esta redução da fome pode ser devido a um aumento da ingestão de proteínas e vegetais, juntamente com alterações nos hormônios da fome do seu corpo, além do que a redução de carboidratos mantém a curva glicêmica constante e a sensação de fome fica controlada por mais tempo. As cetonas também podem afetar seu cérebro para reduzir o apetite.

6. Maior Foco e Energia: É comum as pessoas relatarem enjôo , cansaço e sentir-se mal ao iniciar uma dieta com poucos carboidratos. Isso é chamado popularmente de "gripe lowcarb" ou "gripe cetogênica". No entanto, a médio e longo prazo frequentemente relatam aumento de foco e energia. Quando você começa uma dieta baixa em carboidratos, seu corpo deve se adaptar a queimar mais gordura como combustível, em vez de carboidratos.

Quando você entra em cetose, uma grande parte do cérebro começa a queimar cetonas em vez de glicose. Pode levar alguns dias ou semanas para que isso comece a funcionar corretamente. As cetonas são uma fonte de combustível extremamente potente para o cérebro. Eles até foram testados em um ambiente médico para tratar doenças cerebrais e condições como concussão e perda de memória.
Portanto, não é surpresa que a longo prazo frequentemente relatem maior clareza e melhor função cerebral. A eliminação de carboidratos também pode ajudar a controlar e estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Isso pode aumentar ainda mais o foco e melhorar a função cerebral .


7. Fadiga a curto prazo: A mudança inicial para uma dieta cetogênica pode ser um problema para quem está começando. Seus efeitos colaterais bem conhecidos podem incluir fraqueza e fadiga. Geralmente, elas fazem com que as pessoas abandonem a dieta antes de entrarem na cetose total e colherem muitos benefícios a longo prazo.
Esses efeitos colaterais são naturais. Após várias décadas de funcionamento em um sistema de combustível pesado em carboidratos, seu corpo é forçado a se adaptar a um sistema diferente. Como você poderia esperar, essa opção não acontece durante a noite. Geralmente, requer de 7 a 30 dias antes que você esteja com cetose total. Para reduzir a fadiga durante esta troca, você pode querer tomar suplementos eletrolíticos. Os eletrólitos são frequentemente perdidos devido à rápida redução do teor de água do seu corpo e à eliminação de alimentos processados ​​que podem conter sal extra. Ao adicionar esses suplementos, tente obter entre 2.000 e 4.000 mg de sódio, 1.000 mg de potássio e 300 mg de magnésio por dia. Uma das melhores formas de suplementar naturalmente é aumentar água e sal além de legumes e verduras que contenham magnésio.

8. Diminuição de Curto Prazo no Desempenho: Como discutido acima, a remoção de carboidratos pode levar ao cansaço geral no início. Isso inclui uma diminuição inicial no desempenho do exercício. É causada principalmente pela redução dos estoques de glicogênio dos músculos, que fornecem a principal e mais eficiente fonte de combustível para todas as formas de exercícios de alta intensidade.

Após algumas semanas, a maioria das pessoas adeptas da dieta já relatam que seu desempenho retorna ao normal. Em certos tipos de esportes e eventos de ultra-resistência, uma dieta cetogênica pode até mesmo ser benéfica. Além do mais, existem outros benefícios - principalmente um aumento da capacidade de queimar mais gordura durante o exercício. Um estudo famoso descobriu que os atletas que tinham mudado para uma dieta cetogênica queimavam até 230% mais gordura quando se exercitavam, em comparação com atletas que não seguiam essa dieta. Embora seja improvável que uma dieta cetogênica possa maximizar o desempenho de atletas de elite, uma vez que você esteja adaptado à gordura, deve ser suficiente para exercícios gerais e esportes recreativos.

9, Problemas digestivos: Uma dieta cetogênica ou lowcarb geralmente envolve uma grande mudança nos tipos de alimentos que você ingere. Problemas digestivos, como constipação e diarréia são efeitos colaterais comuns no início. Algumas dessas questões devem diminuir após o período de transição. Além disso, certifique-se de comer muitos vegetais saudáveis ​​com baixo teor de carboidratos , que são pobres em carboidratos, mas ainda contêm muita fibra. Mais importante ainda, não cometa o erro de comer uma dieta que não tenha diversidade. Isso pode aumentar o risco de problemas digestivos e deficiências nutricionais.


10. Insônia: Um grande problema para muitos adeptos da dieta lowcarb e cetogênica é o sono, especialmente quando eles mudam e sua dieta era rica em carboidratos e industrializados. Muitas pessoas relatam insônia ou acordar à noite quando primeiro reduzem drasticamente os carboidratos. No entanto, isso geralmente melhora em questão de semanas. A médio e longo prazo afirmam que dormem melhor do que antes, depois de se adaptarem à dieta.

Resumindo: Vários sinais e sintomas importantes podem ajudá-lo a identificar se você está em cetose. Em última análise, se você está seguindo as diretrizes de uma dieta cetogênica e permanecer consistente, você deve estar em alguma forma de cetose.

Se você deseja uma avaliação mais precisa, monitore os níveis de cetona no sangue, na urina ou na respiração semanalmente.
Dito isto, se você está perdendo peso, desfrutando de sua dieta cetogênica e sentindo-se mais saudável, não há necessidade de ficar obcecada com os níveis de cetona.










9 comentários:

  1. Sou Adepta a dieta cetogênica. Melhorou muito minha qualidade de vida. Contudo a Cetoacidose é um risco. Por isso como vc disse temos que ficar de olho nos exames laboratoriais

    ResponderExcluir
  2. Gostei desse post, pois estou para entrar numa dieta cetogênica e foi bem esclarecedor.

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca tinha ouvido falar neste tipo de dieta cetogênica. Muito bacana saber dos sinais e sintomas de cetose.

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar sobre essa dieta mas não pesquisei a fundo. Adorei seu post, muito bem explicado e bem escrito. Estou conhece a Cetose agora tbm..

    ResponderExcluir
  5. Seu post é bem informativo. Já ouvi falar dessa dieta, mas nunca fiz!

    ResponderExcluir
  6. Heey, Pri.
    Adorei seu post, nunca tinha escutado falar sobre essa dieta, achei bem interessante. Ótimas dicas pra quem não conhece o assunto e tem interesse em entender o significado de cada sintoma. Parabéns pelo post completo!

    Um grande beijo ♡
    https://www.umlardecoisas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu nem imaginava o que era cetona, e que se tratava de uma dieta. Devemos ter um cuidado -que eu na maioria das vezes não tenho- na nossa alimentação, vou ficar mais atenta, e começar a tentar a lowcarb. Vou olhar os outros posts.

    ResponderExcluir
  8. Já tinha ouvido falar dessa dieta mas não conhecia os sintomas de cetose. Ótimo post!

    ResponderExcluir
  9. Cada vez aprendo mais.
    Obrigada por essa postagem esclarecedora.
    Vou pesquisar sobre isso. 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 | Bem Bela
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL